Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \22\UTC 2010

“Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.” Mateus 22:20

Tudo bem, o título não tem ligação com o versículo escolhido. Realmente não tem. Mas como o período é propício, vou usá-lo mesmo assim. Ao longo do texto você entenderá melhor.

A Bíblia nos fala que não devemos julgar nosso próximo e isso realmente não é o que desejo. A palavra de Deus também nos ensina que cada um deve fazer uma auto análise e ver como anda a sua situação.

A cada ministração que faço ou texto que escrevo, deixo bem claro que o Espírito Santo primeiro me confrontou e depois de aceitar a palavra, passei adiante. Não sou e nem pretendo fazer parte de uma corja de pseudo ministros que se acham os intocáveis e acabam massacrando os fiéis com palavras duras enquanto suas vidas nada têm de acordo com a palavra. Longe de mim! Ao contrário, peço diariamente que o Espírito Santo, meu ajudador, me confronte com as diversas situações que tenho passado. Mas o que noto é que quando falo ou escrevo alguma coisa, e isso é completamente normal da nossa carne, as pessoas rebatem minhas palavras ou texto numa velocidade superior à da luz. Se eu digo que tal coisa é errada, imediatamente dizem: “Mas e tu? Aquilo que tu fez? Hein? Como fica?”. Como crente em Jesus e numa caminhada ascendente, afirmo que tudo isso entra num ouvido e sai no outro. Ao menos era pra ser assim. Só que ultimamente tenho ouvido coisas que me incomodam e sou obrigado a relatar.

Estamos no período de declarações do imposto de renda. Acho que é a época do ano que o corpo de Cristo mais enfraquece. Não? Peço que cada vez que você não concordares comigo, leia novamente Mateus 22:20, ok? Você já fez sua declaração? Olha, para não me decepcionar ainda mais com os crentes, evito até de conversar sobre isso com meus amados irmãos. Nestes meses vemos nossos irmãos abençoados, freqüentadores de púlpitos e ministradores de palavras praticando esse tipo de pecado que também é considerado crime contra o governo. “Ah, mas todos fazem isso …”. É a frase mais ouvida. Então eu te faço a pergunta mais ouvida: “Se teu irmão pular da ponte também vais pular?”. Não preciso dizer aqui que a salvação é individual. Frisei o período do pagamento do imposto de renda pois é o que está na mídia. Mas nossos irmãos em Cristo, principalmente os empresários, devem tomar cuidado durante todo o ano. Eu sei que a economia é cruel, que está cada vez mais difícil manter uma empresa, concorrência, margem de lucro baixa, produtos chineses, etc, etc, etc. Já trabalhei em empresas onde 0,1% no preço faz diferença. Agora, queres deixar Deus contente? Diga pra ele que você quer obedecer fielmente o que diz a palavra. Quer pagar todos os impostos devidos e também quer honrar o Senhor com teus dízimos e ofertas. Diga a Ele que se for para teres uma empresa e tiveres que pecar para tocar o negócio adiante, preferes voltar a ser empregado e ter uma vida mais modesta, quem sabe? Ou estás preocupado com um conforto momentâneo de 50, 70 ou até 80 anos e para isso abandonas os pensamentos sobre a tua eternidade?

Adianta viver bem durante uma vida curta e perecer durante toda a eternidade?

Você pode dizer: “Mas Amilton, não pagar impostos não vai me levar pro inferno!”. Bom, se desobedecer a uma palavra de Jesus não leva para o inferno, então eu rasgo minha Bíblia e vou aproveitar a vida sustentando meus desejos carnais.

Olha, eu digo isso pois já vi de tudo nessa vida. Produtos subfaturados para pagar menos impostos, funcionários sendo contratados com a maior parte do salário pago “por fora”, sem direito algum e sem pagamento algum de obrigações trabalhistas, “acertos” noturnos de estoque pois fiscais viriam na próxima semana. Você está preocupado com fiscais do ICMS ou da Justiça do Trabalho? E onde está a sua preocupação com aquele que virá como o ladrão da noite, sem avisar e levará somente os santos?

Recentemente vi uma palavra do Pr. Paulo Júnior sobre Exortação. O áudio foi retirado de uma pregação e possui menos de 11 minutos. Pouco tempo, mas a palavra de Deus é direta, afinal Ele não perde tempo! O pastor disse que os irmãos da igreja primitiva andavam pela Antioquia e o pessoal falava: “Ali vão os cristãos”. Achei incrível a abordagem dele pois ninguém se auto-intitulou Cristão e sim as pessoas da época criaram esse “apelido” para os membros da igreja pois eles se pareciam com Cristo. Quando as pessoas vêem você passando pela rua, alguém te chama de Cristão? Quando teu colegas de escola te enxergam com uma mini-blusa, eles te chamam de Cristã? Quando tu entras num banco ou numa loja, o gerente te olha e diz: “Lá vem o cristão fazer compras e salvar meu mês” ou ele fala: “Será que esse caloteiro vai pagar tudo o que deve hoje?”. Quem sabe não vais mais aos cultos num determinado dia pois sabes que o irmão “X” nunca falta esses cultos e estás devendo pra ele. Não esqueça querido que apesar do irmão “X” não estar no culto, Deus está lá e é Ele que deves temer. Na tua empresa teu chefe não te pede pra mentir ao telefone pois sabe que és um cristão ou ele pode contar contigo? Eu poderia ficar aqui o dia inteiro citando exemplos para que você possa situar-se. Examine-se e verás muitas situações do dia a dia nas quais muitas vezes acabamos virando o 007 de Cristo.

Muitos de nós fixam sua fé em textos como Salmo 23, Salmo 91, Filipenses 4:13, João 3:16 e outros tantos. Alguns têm a ousadia de esconder seu erros nesses versículos. Muitos crentes falam o “tudo posso” com ar que saem na rua e fazem o que querem. Podem tudo mesmo, até ir pro inferno, que tal? Tem crente que nem lê a Bíblia. Só gosta de sortear uma preciosa promessa e encher seu ego. Eu não tenho nada contra as preciosas promessas, mas para muitos, isso acabou virando uma espécie de Horóscopo de Crente, pois só fala coisas boas e que confortam nosso espírito pecaminoso em relação ao que queremos viver e não nos confrontam com o que a Bíblia realmente quer dizer pra nós. O que uma pessoa dessas fará quando um dia abrir sua Bíblia e der de cara com Mateus 4:10, onde Jesus disse “Arreda-te Satanás.”? Ou quando lerem que os hebreus depositavam aos pés de Moisés seus brincos, roupas, anéis, tecidos, tudo para a construção do tabernáculo? Imagina se esse tipo de crente, trazendo agora para o contexto que estamos tratando, ler Mateus 5:23-24 onde Jesus disse que não devemos nem ofertar se temos algo contra nosso irmão. Você já viu alguém fazer isso na igreja durante o período das ofertas? Eu confesso que nunca vi esse tipo de atitude. E em qualquer igreja que entrarmos veremos facilmente pessoas com questões contra outras. Será que esse pessoal arrancou de sua Bíblia a página que continha Colossenses 3:13 onde fala para suportar nossos irmãos e perdoá-los? E que tal Romanos 13:8 onde diz que não podemos dever nada a ninguém, somente o amor?

Em Mateus 17 Pedro avisou a Jesus que precisariam pagar impostos para entrar em Cafarnaum. O que Jesus poderia ter feito? Aqui podemos usar nossa imaginação, afinal todo o poder era dado a ele. Poderiam ter sido transladados para dentro da cidade, ou passados desapercebidos pelos coletores, sei lá. Cada um imagine algo. Mas não. Jesus preferiu não escandalizar o povo e decidiu cumprir com as obrigações locais. Mandou Pedro lançar o anzol e o final todos já sabem, ele pescou um peixe com uma moeda dentro.

O exemplo foi dado. Cabe a nós seguir ou não. A única pessoa que eu procuro realmente influenciar para que trilhe o caminho da salvação é minha filha, a Isabela, com menos de quatro anos. Quanto aos demais, apenas falo e deixo que a decisão seja pessoal.

Você não é obrigado nem por Deus a obedecer a palavra, afinal ele te deu o livre arbítrio. Quem sou eu para “enfiar” algo na tua cabeça. Mas já digo: não adianta clamar por salvação, pedir milagres, avivamento, nada disso. Atente ao que diz a palavra:

“O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos”.   Oséias 4:6

Hoje reclamamos que nossa oração não passa do teto da igreja, clamamos e nada acontece, a grande maioria dos nossos cultos não é racional, um culto morto e regado a emocionalismos baratos. Quando vemos um testemunho de qualquer coisa, por menor que seja, ficamos maravilhados pois isso hoje é raro. Não era para estarmos fazendo obras maiores do que as que Jesus fez? Não foi ele mesmo que disse isso?

Enquanto as pessoas se utilizarem de um evangelho que lhes interesse e mantiverem a noiva de Cristo prostituída, nada disso acontecerá. Hoje o pecado é comum dentro das igrejas. O evangelho light dominou nossos púlpitos. O que era pecado há dez anos hoje já não é mais. As igrejas estão adaptando Cristo ao tipo de membro que desejam manter. Pastores dizem: “Como vou ofender ou chocar os irmãos? Eles vão embora!”. Já deve ter até pastor apoiando a lei da homofobia com medo de perder gente.

Irmãos, se a bíblia choca tuas idéias, o problema é teu. Aos pastores foi dada a incumbência de pregar a palavra, e em sua totalidade. Se a bíblia é preconceituosa, então eu também sou.

Até quando veremos crentes falsificando documentos e usando declaração falsa de renda para comprar coisas por aí? Ou enganando governo, passando a perna nos seus funcionários? Vai dizer que não conheces ninguém assim?

Isso tudo já está enraizado nas igrejas e Deus virou as costas pra esse tipo de evangélico. Virou mesmo!

Não adianta clamar. Hoje nas igrejas o pessoal clama, clama, clama e reclama … mas Deus manda calar a boca pois estamos igual a Josué, chorando, se derramando no altar, só que no entanto o pecado estava no meio de Israel. Não adianta pedir se estamos podres por dentro.

Quando Jesus chamou os fariseus de “sepulcros caiados” ele sabia bem o que estava falando. Acho que seria a primeira frase que falaria dentro de uma igreja hoje.

Essas palavras chocam, é verdade. Mas a bíblia choca, a bíblia confronta a gente.

Se você não concorda com isso, te digo:

Tudo bem … só vou orar então!

Deus abençoe a todos.

Anúncios

Read Full Post »