Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \04\UTC 2015

Quando Jesus foi questionado sobre o modo que devemos orar ele falou de pronto simples palavras, porém muito profundas. Estava justamente agora pensando nisso. Uma oração tão linda em concordância com a Bíblia, que acabou virando uma decoreba insensível e sem sentido ao longo do tempo. Morreu alguém? Lá se vai o “pai nosso”. Time vai entrar em campo? Lá se vai o “pai nosso”. Está morrendo? Manda um “pai nosso” e por aí vai. Acho que se analisarmos bem, só os evangélicos que não costumam usar muito essa oração, talvez pelo motivo que “pra nós” uma oração deva ser espontânea, sair do nosso interior e não ser algo decorado.

É claro que Jesus não imaginou deixar uma decoreba pra quando a gente fosse falar com Deus, até porque se fosse assim depois da primeira “orada” isso não teria mais sentido ou significado e se transformaria numa vã repetição. Mas podemos entender que ele deixou um modelo de como proceder quando fôssemos nos dirigir ao pai.

Vamos então à oração?

Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome …
Deus é nosso pai, quanto a isso não temos dúvida. Ele está no céu e seu Santo Espírito habita em nós. Agora, o “santificado” aqui que é o problema. Deus é Deus e não precisa santificar seu nome, ele não precisa do homem pra nada, nem dos anjos e nem de ninguém. Senão não seria um deus! Ou será que um deus precisa de uma mãozinha de carnais? Isso estaria com cara de filme!

Quando Jesus declara que o nome de Deus seja santificado, ele está assumindo que isso seja feito por nós! Isso mesmo! Se pensarmos na curta vida de Jesus na terra, foi exatamente isso que ele fez. Em todo momento, em cada ato ele santificou o nome do pai levando uma vida 100% de acordo com a palavra e sem ter pecado algum.

Como a gente responde a esta diretiva? Quase que unanimemente deveríamos já parar a oração na primeira frase. A definição básica de santificar é: separar de tudo o que é comum e profano, estimar, prezar, honrar, reverenciar e adorar como divino e infinitamente abençoado. Você faz isso com o nome de Deus? Afirmo que quando usamos Deus como um tapa-buracos em nossos problemas não estamos santificando seu nome. Quando chamamos Deus da mesma forma que ligamos para o 190 ou 193 tampouco estamos santificando seu nome. Quando construímos grandes templos achando que na simbologia religiosa garantimos a presença de Deus em meio à sociedade, muito menos estamos santificando seu nome. Sejamos mais imitadores de Cristo!

Venha a nós o teu reino, seja feita a tua vontade assim na terra como nos céus …
O reino de Deus não é feito por comida ou bebida, afirmou Jesus. Este reino é basicamente feito de amor e altruísmo. Aí caímos em outro grande problema que diz respeito à raridade em que encontramos o amor nos dias de hoje. O que é mais fácil: orar por um mendigo ou levá-lo para tomar um bom banho e fazer uma volumosa refeição? Orar por uma fotografia de um doente ou visitá-lo no hospital, tantas vezes quantas se faça necessário? Qual a vontade de Deus em relação a isso? O “dividir” com alguém, o “dar-se” por outro, o “abdicar” em vantagem do próximo, isso está cada vez mais raro e é exatamente o que Jesus fez. Dividiu o que não tinha, deu-se por nós e abdicou de todos seus direitos. Eu sempre digo que Jesus nos prometeu apenas duas coisas em relação ao seu reino aqui na terra: aflições e uma cruz. O resto são consequências de nossos atos. E que a vontade de Deus seja assim na terra como já é nos céus!

O pão nosso de cada dia nos dai hoje …
Simples e direto: preocupe-se em viver o presente. Não ajunte tesouros na terra onde os filhos, genros e noras destroem (paródia para traça e ferrugem). Você ganhou X e pra viver consumiu X-2 então beleza, guarde o que sobrou. Não transforme o dinheiro no “fim” mas no “meio” que você possui para usufruir do fruto do seu trabalho. Junte o maná somente para o dia e verás o que é viver pela fé! Não vire escravo do dinheiro. Aliás como o homem adora uma escravidão, verdade? Dotado de inteligência o homem inventou a televisão e virou escravo dela. Criou a internet e virou escravo dela. Fabricou celulares e virou escravo deles. Conheceu o dinheiro e virou escravo dele. Tem gente escrava de pastor ou líder religioso pois tudo o que dizem é verdade e ai daquele que consultar a escritura pra ver se tudo que ouve realmente saiu de lá!

E perdoa as nossas dívidas assim como nós perdoamos aos nossos devedores …
Aí o calo aperta mais um pouco. Perdão talvez seja a coisa mais difícil que algumas pessoas (quase todas) conseguem fazer. Mas estou falando do perdão verdadeiro ok? Aquele que perdoa, esquece e vive!

A dica de Jesus é muito simples: se não perdoardes tampouco Deus vos perdoará. Resumindo, se você não perdoar, Deus também não vai te perdoar e se ele não te perdoar tu morre e vai pro inferno, simples assim né? Só não entende quem não quer!

E não nos deixe cair em tentação mas livra-nos do mal …
Cair em tentação é algo que devemos sempre pedir a Deus que seja evitado. O problema é que hoje muitos se “atiram” na tentação de cabeça. Como simbologia, é como se estivéssemos num zoológico observando a jaula dos leões. Ela é bem fechada, de aço resistente, mas por segurança ao seu redor é criada uma área de isolamento, o que cria uma distância segura de alguns metros entre nós e os animais. A grande maioria das pessoas é autoconfiante e ultrapassa essa cerca para observar o leão mais de perto. Alguns chegam perto da jaula e outros ainda colocam a mão pra dentro. Adapte essa situação a qualquer área da sua vida, sem dúvida você já encontrou uma ou duas situações onde se enxerga assim. Então eu pergunto: de que adianta pedir a Deus que nos afaste da tentação se a gente ultrapassa a cerca e ainda arriscamos colocar a mão na jaula? Só nos conhecendo e evitando “brincar” nos limites é que conseguiremos livrar-nos do mal. Este mal não diz respeito só ao diabo. Contra ele Deus já nos livra diariamente. O que nem Deus consegue fazer é nos livrar de nós mesmos. Essa luta interior entre nosso espírito e nossa carne é constante e infinita. Ela vai nos acompanhar até a morte e como sabemos, quem estiver melhor alimentado vai ganhar. Você alimenta mais a carne do que o espírito? CUIDADO! Você alimenta constantemente o espírito e deixa a carne passar fome? Está no caminho certo!

Pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre, amém.
Aqui pra encerrar com chave de ouro vem uma frase que afeta a todos, mas principalmente a quem tem cargo na igreja e mais ainda a nossos artistas gospel que mais parecem ser fabricados em série: o reino é DELE, o poder é DELE e a glória é DELE! Não adianta falar que não, pois as mídias mostram que tem muito cantor se achando o melhor, dizendo estar acima da média e a idolatria entra por seus olhos e ouvidos e alimenta a carne. Ninguém me falou pois eu mesmo estava num “show” gospel em Porto Alegre onde vi claramente que o interesse era arrecadar dinheiro pois venderam 40% ingressos a mais do que o ginásio suportava, o cantor num frenesi gritando dando seus falsetes, pulando e excitando a multidão. Uma gritaria só e o que mais me apavorou foram as meninas saindo carregadas para a ambulância, desmaiadas diante de tanto agito. Neste momento vi que não era meu lugar e fui lá pra rua, eu e Deus, curtindo o som a uma distância segura sem que afetasse meus tímpanos. Não adianta ninguém me dizer o contrário pois sei o que vi e as atitudes dele de lá pra cá comprovaram cada vez mais isso.

Há outros tantos casos de cantores e grupos que claramente estão ali somente por um motivo: fama e consequentemente dinheiro. Vá, cobre quanto quiser, exija toalhas brancas e frutas da estação, hotel cinco estrelas e tudo mais. Só peço uma coisa: não ouse dizer que você está ali pra fazer a obra de Deus e que ele te mandou. Não fale besteira.

Pra quem está começando ou ainda enfrentando um momento difícil de seu ministério, peça a Deus que sempre afaste você do dinheiro e da fama. Não é pra isso que ele te chamou. Se uma igreja não tiver dinheiro pra bancar a viagem, faça uma vaquinha e vá do mesmo jeito pois Deus estará lá te esperando. Se te oferecerem oferta, que seja do valor que tiverem na hora. Agradeça a Deus e à organização e saia com o peito estufado com sensação de dever cumprido. Sempre lembre que seu dever é “levar” e não “trazer”!

Deus abençoe a todos !

Read Full Post »